Com certeza você já ouviu falar sobre o Vale do Silício. Muito provavelmente você também conhece alguma coisa sobre a região de Nova York, Boston, Seattle, Chicago e Austin, que representa um grande centro de inovação no Leste dos Estados Unidos. E sobre o recente super ecossistema chamado de corredor Toronto-Waterloo, o que você conhece?

 

“Há um exército de empreendedores em Ontário que estão determinados a aproveitar todos os recursos que eles podem obter para serem bem-sucedidos”, afirmou Iain Klugman, CEO da Communitech em Waterloo.

 

Hoje, o corredor Toronto-Waterloo é responsável por 200 mil empregos dentro da área de tecnologia, que representa aproximadamente metade do tamanho da força de trabalho no Vale do Silício neste momento. O corredor também acolhe 30% dos estudantes universitários canadenses e 21% da população do país, segundo o Invest In OntarioCom suas fortes pesquisas universitárias e cursos técnicos, um grande aeroporto internacional, densidade populacional de mais de seis milhões, imigração vibrante e uma crescente cultura de empreendedorismo, o corredor de Toronto-Waterloo já possui muitos dos ingredientes essenciais para a construção de um ambiente de super inovação como o Vale do Silício dentro do Canadá

 

Foi dentro desse ambiente empreendedor que o Google iniciou uma parceria com a Communitech, um centro de inovação parceiro da Next Level Hub que apoia e fomenta o desenvolvimento da região de Waterloo como líder de inovação global através de aceleração e encubação de startups e empresas de tecnologia, e criou o programa Google for Entrepreneurs Exchange 2017. Foram oito startups com foco em data-driven ou AI selecionadas para um programa exclusivo desenvolvido pela Communitech.

 

google fachada communitech evento
Foto por Kelsey Vere, em um evento de parceria entre a Google e a Communitech.

 

Dentre as oito startups selecionadas, três foram brasileiras: Nama, que desenvolve um atendimento virtual e chatbot; Fhinck – empresa de backoffice que aumenta a produtividade das empresas através de inteligência artificial; e a Gupy – que automatiza o recrutamento e gestão de talentos com base em análise de pessoas e inteligência artificial.

 

Quer seguir os passos da Nama?

 

missão toronto tecnologia emprendedorismo
Em setembro de 2018, viva um intercâmbio corporativo.

 

Convidamos toda a comunidade empreendedora brasileira a conhecer mais da Missão Toronto aqui. Nossas inscrições estão abertas e estamos preparando uma agenda incrível para você. Até dia 01/05 você consegue se inscrever com preço reduzido!

Ainda está com dúvidas? Nos envie uma mensagem para contato@nextlevelhub.org. Prometemos responder rapidamente. 🙂 Quer saber como foi a Missão Toronto 2017? Contamos tudo aqui!

Aguardamos você no #NextLevel!

2 thoughts on “Como o Google segue investindo em Toronto e Waterloo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *