Você pensa em viver a experiência canadense? Se você busca uma mudança de rumo na sua vida profissional e pessoal, o Canadá pode ser o país que você está buscando. Vamos, aqui, falar das recentes mudanças que o governo vem promovendo para atrair imigrantes, bem como dar um panorama geral do país. Vamos lá?

Aspectos econômicos

No primeiro quarter do ano, o PIB canadense cresceu 3,7%, o triplo do seu vizinho norte-americano, os Estados Unidos, que cresceram tímidos 1,2%.

Outros pontos interessantes sobre o país

  • A indústria canadense é a mais diversificada do continente e é referência nos setores de meio ambiente, tecnologia e energia limpa;
  • O processo de imigração é o mais rápido e acessível do mundo. O governo já divulgou que pretende abrir suas portas para mais 300.000 imigrantes ainda este ano, 15,9% a mais em relação à média dos anos passados.
  • O processo de visto para empreendedores (startup visa) é pioneiro nesse setor e é foco da atual administração para importar cada vez mais startups para o país.

Um ponto importante agora, que você deve sempre lembrar

Caso você tenha planos de internacionalizar sua startup e o Canadá seja uma opção, seu principal dever de casa, nesse momento, é verificar se o mercado canadense compraria seu produto. Não se precipite com questões jurídicas ou de visto. Primeiro, analise com cuidado se sua solução se encaixaria no padrão da sociedade norte-americana. Esse é o meu conselho de quem vê isso todos os dias aqui e a Next Level pode lhe ajudar com isso.

Se você já estiver certo de que o Canadá é uma opção viável, vamos analisar agora as principais oportunidades que você pode explorar.

1. Se você tem uma Startup: programas de incubação e aceleração

Caso você seja selecionado por uma incubadora/aceleradora credenciada pelo Governo para o Startup Visa, você e seus funcionários se tornarão elegíveis para o permanent resident canadense. Veja a lista das instituições credenciadas.

A fatia do equity e benefícios que essas instituições oferecem variam, mas todas conectarão seu negócio a parceiros e investidores valiosos. O maior valor agregado a essa experiência são os programas de mentoria, treinamento, assistência jurídica e insights sobre o mercado do país.

Para aplicar para a maioria das aceleradoras e incubadoras, sua startup deve ter um time forte, produto validado pelo mercado, operações rodando, foco em solucionar um problema da sociedade e tecnologia que possibilite sua escalabilidade.

2. Se você busca explorar e conhecer mais o mercado canadense: visita exploratória

O mercado canadense, definitivamente, não é para todos. E essa é uma das principais causas do fracasso de startups que vêm ao país sem, antes, procurar entender e explorar, de perto, como as coisas funcionam por aqui. É fundamental que você entenda como funciona a cultura de negócios dos torontenses, como você deve se apresentar, marcar uma reunião, propor uma parceria e, até mesmo, que tipo de eventos ir.

Caso opte pela visita, você pode, até mesmo, abrir seu negócio no Canadá como sole proprietor e atuar como dono da sua própria empresa por um certo período de tempo. Isso permitirá que você “sinta” o mercado para o seu produto, bem como crie um poderoso networking que vai ajudar no seu soft landing no futuro, caso decida imigrar para o país.

Como você já pode ter percebido, investir em visitar o Canadá (ou qualquer outro país) antes de tomar qualquer decisão é um caminho inteligente e evitará prejuízos e frustrações futuras, que podem acabar custando sua própria empresa. Além disso, são ambientes como esse que irão expandir sua mente para novas ideias, produtos e jeito de se fazer negócios! Colocar-se em constante contato com o novo, com outras culturas e pessoas irá agregar um imenso valor à sua trajetória pessoal e profissional.

E vou dar uma última dica sobre esse segundo ponto. Se você é daqueles que está obcecado(a) pelo Vale do Silício, comece a abrir seus horizontes para outros ecossistemas, como o de Toronto. A cidade cresce 10% ao ano em competitividade e já está à frente do Vale, Boston, Chicago, Nova York, Vancouver e outras. Além disso, com as recentes mudanças da política imigratória americana, Toronto já se prepara para ultrapassar o Vale do Silício em atração de talentos e estudantes na área de TI.

3. Se você busca uma oportunidade de trabalho: Global Skills Strategy

Entrou em vigor neste mês a mais nova estratégia do governo para atração de talentos internacionais. O GSS tem como objetivo facilitar que profissionais do mundo inteiro tenham acesso ao mercado de trabalho canadense, que anda tão sedento por mão de obra qualificada, principalmente nas áreas de TI, engenharia e demais ciências exatas.

A Next Level recebe, periodicamente, currículos de profissionais brasileiros que buscam oportunidades de trabalho no Canadá. Prestamos consultoria no formato, conteúdo e adaptação do seu CV para as melhores oportunidades de trabalho em Toronto. A cada vez que um processo seletivo se iniciar pela Next Level, seu perfil estará no topo da lista de aplicantes. Veja como ter um portfólio no padrão canadense aqui. Leia nosso artigo que trata de maneira mais detalhada o Global Skills Strategy.

Como ir a Toronto para uma Visita Exploratória?

A Next Level está com vagas abertas (e acabando) para sua próxima missão empreendedora. A Missão Toronto acontecerá de 11 a 15 de setembro deste ano e conectará você a startups inovadoras, às maiores incubadoras e aceleradoras do mundo e a líderes que farão parte da sua rede de contatos canadense. Que tal experimentar e viver uma experiência que pode mudar sua vida? Saiba mais!

One thought on “3 formas para você ir para o Canadá ainda neste ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.