O tema sobre o qual escrevo hoje é bem importante, e eu não estaria onde estou hoje se eu não tivesse focado tanto nisso desde o começo. Meu objetivo aqui é tentar trazer uma nova perspectiva pra você neste tema, de alguém que chegou no Canadá sem trabalho e conexões, começou seu próprio negócio em 2 meses, depois de 9 meses conseguiu seus primeiros $15k em vendas e agora está com residência permanente e com uma excelente rede de contatos, parceiros, e, o mais importante, amigos!

A maioria dos artigos sobre esse tema geralmente abordam temas bastante clichês – falam em se vestir bem, em ter um elevator pitch pronto e participar de eventos rotineiramente. Por mais que essas práticas sejam importantes na sua rotina de conhecer pessoas e participar ativamente da indústria, você dificilmente vai se destacar dos demais. Concorda? Resolvi, então, focar em práticas que realmente vão te ajudar a crescer pessoal e profissionalmente aqui no país. 

Antes de começarmos, não esqueça de deixar o like e compartilhar esse post com alguém que deve começar a seguir essas dicas já! 

Ok, vamos lá!

1. Tenha um mentor

Essa parte realmente me ajudou muito nos meus primeiros meses aqui em Toronto. Adaptar-se não é tarefa fácil, haverá muitos baixos e poucos altos, mas com a ajuda de alguém mais experiente e que já passou pelo que você está passando, isso vai te ajudar a alcançar novos patamares mais rápido.

Você deve estar pensando: “tá, mas pra alguém concordar em ser meu mentor(a), eu tenho que estar bem relacionado(a)”. Sim, verdade. Mas deixa eu te dizer algo: às vezes, o seu mentor(a) está muito perto de você, sem você se dar conta. Esse mentor pode ser seu professor(a) na College que você admira tanto, pode ser o seu chefe, seu amigo(a) ou aquela pessoa que administra um grupo do qual você participa.

Explore conexões que você já formou, conecte-se com amigos(as), e recorra a organizações e ONGs que possam te ajudar com esses primeiros passos. Em Toronto, existem community centres voltados a isso, assim como órgãos oficiais da Prefeitura dedicados a mentorar newcomers e empreendedores.

2. Crie conteúdo

Sim. Por experiência própria, começar a escrever conteúdos de qualidade no LinkedIn e promover meus artigos para minha rede de amigos, ainda na College, me trouxe inúmeros benefícios. Lembro muito bem em Janeiro de 2017, quando estava começando a planejar a Missão Toronto, eu mandei um e-mail para um departamento da Prefeitura de Toronto especializado em ajudar pequenos negócios focados em inovação. Confesso que não tinha muitas esperanças, mas para dar um boost naquele outreach, adicionei um artigo de minha autoria no corpo do e-mail. 

Eis que minutos depois, uma das managers do departamento me responde, elogia minha produção e se disponibiliza a marcar uma reunião no City Hall, prédio da Prefeitura. Era o começo da minha empreitada, que acabou por me inserir em círculos mais entranhados da indústria em Toronto e no Canadá. Alguns meses depois, estava reunindo-me com órgãos que atraem investimentos estrangeiros para a cidade, participando de coquetéis em casas de Embaixadores e lançando a primeira edição de sucesso da Missão Toronto, que trouxe 10 startups brasileiras ao Canadá.

Grupo da Missão Toronto, em visita a Tech Hub em Waterloo, Ontario
Grupo da Missão Toronto, em visita a Tech Hub em Waterloo, Ontario

Criar conteúdo é uma prática velha, conhecida, mas que poucos conseguem se dedicar. Quando tempo não é uma desculpa, muitos falam que não gostam de escrever ou não se acham referência em nenhum assunto. Isso é pura e simples autossabotagem. Não importa sobre o que você escrever, você sempre encontrará alguém para ler. Será escrevendo e se expondo ao mundo que você descobrirá mais sobre você mesmo, e sobre o que mais seu público gosta de consumir.

3. Ceda seu tempo. De graça.

Algo que eu sinto falta, de novo, nesses artigos que falam sobre networking. A cultura do voluntariado é extremamente bem-vista e importante no Canadá, assim como deveria ser em qualquer parte do mundo. 

Um dos meus primeiros eventos de networking em Toronto foi o TechTO, um enorme evento que acontece mensalmente na cidade e que reúne grandes empresas e nomes da tecnologia canadense. Antes de o evento começar, o host anda pelo auditório com um hoverboard para que os participantes façam o seu elevator pitch de 10s. Eu, na maior cara dura e ainda com o inglês com forte sotaque brasileiro, resolvi falar. Me apresentei como brasileiro liderando um grande evento de inovação e soft-landing de startups brasileiras de tecnologia no Canadá, e no final soltei uma piada. Foi legal, alguns riram e eu joguei fora aquele medo e bloqueio de fazer coisas desse tipo. 

Foto de um auditório com participantes do TechTO
Auditório onde acontece o TechTO, em Downtown Toronto. Foto tirada por mim.

Quando o evento terminou, alguns brasileiros vieram falar comigo, conheci uma galera que faz parte da BCCC – Brazil-Canada Chamber of Commerce, e um pessoal que havia atendido o Fuckup Nights Toronto, evento onde empreendedores celebram e compartilham seus fracassos. 

Resolvi investigar essas duas organizações e ir para seus eventos também. Gostei tanto das ideias que enxerguei uma oportunidade de trabalhar com eles para poder aprender mais sobre o ecossistema, conhecer mais pessoas, e, claro, ocupar meu tempo com coisas que realmente vão me ajudar nos meus objetivos, em vez de ficar em casa me lamentando ou maratonando séries no netflix.

Resultado?

Depois de anos trabalhando de perto com essas duas organizações, não consigo contar a quantidade de pessoas interessantes que conheci, de coisas que aprendi e do quanto isso me ajudou a estar onde estou hoje. Portanto, sim, foque em achar iniciativas das quais você goste e se interesse em colaborar com elas.

Por enquanto, creio que você pode focar nessas três dicas. Isso te levará muito longe e bem perto das suas aspirações – sejam elas lançar seu negócio aqui no Canadá, conseguir um emprego qualificado, mudar de carreiras ou tornar-se conhecido em espaços de empreendedorismo aqui. 

Se você aprendeu algo novo e achou o tema interessante, não esquece de deixar o like e compartilhar esse post com sua rede. Tem interesse em novos temas? Me escreve: felipe@nextlevelhub.org e conecte-se comigo no LinkedIn: Felipe Soares.

Até mais!

One thought on “3 Dicas Infalíveis para Fazer Networking no Canadá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.